O município de Xinguara decretou estado de emergência para o combate ao mosquito Aedes aegypti

23/01/2017

 

O prefeito de Xinguara, Osvaldinho Assunção, decretou na tarde da última sexta-feira (20) estado de emergência no município, resultado da preocupação da administração pública com os casos de pessoas vítimas do mosquito Aedes Aegypti, transmissor da Dengue, Zika e Chikungunya.


Com esta medida, a prefeitura poderá buscar reforço e captar recursos emergenciais junto aos governos federal e estadual, além de ter melhores condições de ampliar as ações para eliminar os focos do mosquito.


De acordo com o decreto, todos os órgãos da administração municipal devem priorizar, em caráter de urgência, os procedimentos necessários para o combate ao Aedes Aegypti. Ficando a secretaria de saúde autorizada a contratar temporariamente profissionais da área da saúde para o controle da situação de emergência.


“Estamos tomando essa medida por absoluta necessidade, estamos trabalhando incansavelmente no combate a esse mosquito, mas precisamos de reforço dos governos federal e estadual. Além da conscientização da população que é essencial no combate aos criadouros do mosquito” afirmou Osvaldinho, prefeito.


Na luta contra o mosquito, o prefeito decretou ainda a criação de uma Comissão  Especial de Combate ao Aedes Aegypti, formada por representantes da secretaria de Saúde, Procuradoria Jurídica do município, do Departamento de Serviço Autônomo de Água e Esgoto de Xinguara (SAAEX) e das secretarias de assistência social e finanças.


O decreto aponta números preocupantes com o surto da contaminação pelo mosquito na cidade. O atendimento da Unidade de Pronto Atendimento (UPA) passou de uma média de 3.872 para 10. 162 atendimentos por mês. As internações passaram de 133 para 171.  A secretaria de Saúde está notificando os casos e enviando para analise em laboratórios. Os casos de óbitos suspeitos estão  sendo investigados pelo Instituo Evandro Chagas.


Antes mesmo do decreto de emergência, a prefeitura, por meio das secretarias de saúde, obras e do SAAEX, vem realizando ações de combate ao mosquito como a visita diária de agentes de saúde aos domicílios, aplicação de inseticida com bomba costal pela equipe do departamento de endemias e um mutirão de limpeza nos bairros. Ainda como parte das ações, foi criado o Disk Denúncia através do número (94) 99128-0751 e  o carro Fumacê   foi solicitado à secretaria estadual e deverá iniciar a pulverização nas ruas da cidade, nos próximos dias.

  • White Facebook Icon
  • White Instagram Icon

BELÉM

 

End.: Av. Conselheiro Furtado, 1440. Bairro Batista Campos.

CEP: 66.035-350 – Belém / PA

Fone: (91) 4006-2350 / (91) 4006-2351

Email: amatcarajas@amatcarajas.org.br

MARABÁ

 

End.: Av. VP8 – Folha 26 – Quadra 14 – Lote 01 - Edifício Amazon Center Sala 605/606 – 6º andar.

CEP: 68.504-120 – Nova Marabá

Fone: (94) 3322-1957

Email: maraba@amatcarajas.org.br

BRASÍLIA

 

End.: Setor Rádio TV Sul

Edifício: Centro Empresarial Brasília
Bloco B, Sala 425
CEP: 70.340-907 / Brasília - DF
Fones: (61) 3225-0461/ (61) 3226-1121
E-mail: brasilia@amatcarajas.org.br

Desenvolvido por Levant Consultoria de Marketing

www.levantmkt.com