Vigilâncias Municipais de Saúde devem estar atentas a casos suspeitos de coronavírus

Em: 27/02/2019

 

 

As vigilâncias Municipais em Saúde devem ficar atentas para identificar os casos suspeitos de Convid-2019, a doença causada pelo novo coronavírus. O assunto foi pauta da reunião da Diretoria de Vigilância em Saúde (DVS), vinculada a Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sespa), realizada na última quarta-feira (26).  

Durante a reunião, o diretor da DVS, Amiraldo Pinheiro, enfatizou que o Comitê Técnico Assessor de Informações Estratégicas e Repostas Rápidas à Emergência em Vigilância em Saúde referente ao novo Coronavírus (SARS-CoV2), já encaminhou ao Conselho de Secretários Municipais de Saúde (Cosems) a Nota Técnica com todas as informações necessárias e procedimentos frente a um caso suspeito da nova doença. “O município faz parte do Plano de Contingência Estadual, cabe à gestão municipal suspeitar, notificar e conduzir o caso”, frisou o diretor da Sespa.

A diretora de Políticas de Atenção Integral à Saúde, Sâmia Borges, lembrou que o protocolo de atendimento é basicamente o mesmo utilizado para o H1N1 em 2009; “portanto, os municípios já têm experiência nesse tipo de manejo, sendo necessário, seguir as normas de biossegurança e atualizar as informações e os procedimentos junto às equipes nas unidades de saúde”.

Além do Hospital Universitário João de Barros Barreto (HUJBB), estabelecido pelo Ministério da Saúde como hospital de referência para a assistência aos casos graves, o Comitê Técnico Assessor também incluiu os seguintes estabelecimentos de saúde: Hospital Regional Abelardo Santos, Fundação Santa Casa, Hospital Regional do Baixo Amazonas (Santarém), Hospital Regional Público do Sudeste (Marabá), Hospital Regional de Conceição do Araguaia, Hospital Regional Público do Araguaia (Redenção), Hospital Regional Público da Transamazônica (Altamira), Hospital Regional Público do Leste (Paragominas), Hospital Regional de Tucuruí, Hospital Regional Público do Marajó (Breves).

Na próxima terça-feira, 3 de março, no Centro de Estudos do HUJBB, será realizado um treinamento sobre manejo de casos suspeitos de coronavírus a médicos e enfermeiros desses hospitais.

O Lacen-PA também realizará nesse dia e na quarta-feira, dia 4, no seu auditório, um treinamento sobre coleta e transporte de amostras para os profissionais desses hospitais e instituições privadas de saúde, que ainda não passaram por esse tipo de capacitação, que já faz parte da rotina do Laboratório.

Casos – O Ministério da Saúde confirmou na última quarta-feira (26), o primeiro caso de novo coronavírus em São Paulo. O homem de 61 anos com histórico de viagem pela Itália, região da Lombardia. O Ministério da Saúde, em conjunto com as secretarias estadual e municipal de São Paulo, estão investigando o caso e realizando os procedimentos necessários. 20 casos suspeitos de infecção pelo coronavírus são monitorados pelo Ministério da Saúde em sete estados do país (PB, PE, ES, MG, RJ, SP e SC).

Prevenção - Para evitar contaminação, o Ministério da Saúde recomenda as seguintes medidas básicas de higiene: lavar as mãos com água e sabão, utilizar lenço descartável para higiene nasal, cobrir o nariz e a boca com um lenço de papel quando espirrar ou tossir e jogá-lo no lixo. Evitar tocar olhos, nariz e boca sem que as mãos estejam limpas.

Serviço: Todos os casos suspeitos de coronavírus devem ser notificados de forma imediata (até 24 horas) pelos profissionais de saúde responsáveis pelo atendimento, às Vigilâncias Municipais ou ao Centro de Informações Estratégicas de Vigilância em Saúde Estadual (CIEVS/PA) pelo telefone (91) 99179-1860 ou pelo e-mail: cievs@sespa.pa.gov.br.

 

No site da Sespa estão disponíveis orientações para a prevenção, detecção precoce e tratamento de eventuais casos do novo coronavírus.

Acompanhe

http://www.saude.pa.gov.br/novo-coronavirus/

Lei nº 13.979, publicada dia 06 de fevereiro de 2020, dispõe sobre as medidas que poderão ser adotadas para enfrentamento da emergência de saúde pública de importância internacional decorrente do coronavírus responsável pelo surto de 2019.

Leia a íntegra da Lei

  • White Facebook Icon
  • White Instagram Icon

BELÉM

 

End.: Av. Conselheiro Furtado, 1440. Bairro Batista Campos.

CEP: 66.035-350 – Belém / PA

Fone: (91) 4006-2350 / (91) 4006-2351

Email: amatcarajas@amatcarajas.org.br

MARABÁ

 

End.: Av. VP8 – Folha 26 – Quadra 14 – Lote 01 - Edifício Amazon Center Sala 605/606 – 6º andar.

CEP: 68.504-120 – Nova Marabá

Fone: (94) 3322-1957

Email: maraba@amatcarajas.org.br

BRASÍLIA

 

End.: Setor Rádio TV Sul

Edifício: Centro Empresarial Brasília
Bloco B, Sala 425
CEP: 70.340-907 / Brasília - DF
Fones: (61) 3225-0461/ (61) 3226-1121
E-mail: brasilia@amatcarajas.org.br

Desenvolvido por Levant Consultoria de Marketing

www.levantmkt.com