Semana do Meio Ambiente e os impactos da pandemia nos municípios

Em: 05/06/2020

 

 

Nesta primeira semana do mês junho, intitulada semana do Meio Ambiente, os municípios do sul e sudeste paraense, associados à AMATCarajás, através de suas Secretarias Municipais de Meio Ambiente (Semmas), tiveram que implementar ações remotas, a fim de debater com a sociedade as pautas voltadas ao meio ambiente e, ainda assim, obedecer às medidas de isolamento social.

 

Em Canaã dos Carajás, a 11ª Semana do Meio Ambiente, está ocorrendo com publicações diárias de vídeos informativos e transmissões ao vivo com especialistas em Meio Ambiente. Em Tucumã, o secretário de meio ambiente, Clarismar Oliveira, vai participar em programa de rádio, no sábado, 06, para falar sobre resíduos sólidos. A Unidade de Conservação de Redenção, permanece fechada para visitação com o intuito de diminuir os riscos de contaminação.

 

Algumas secretarias e departamentos de meio ambiente estão com os atendimentos presenciais suspensos, outras estão disponibilizando atendimento agendado com equipes reduzidas, além de suporte por e-mail, telefone e aplicativos de mensagens. Todas as ações estão respeitando as medidas de isolamento social, fornecendo máscaras e álcool em gel.

 

Além disso, alguns orgãos municipais de meio ambiente que estão atuando em conjunto com as secretarias municipais de saúde através de campanhas a respeito dos hábitos de higiene no combate à Covid-19, além de auxiliar nas entregas de cestas básicas e itens de higiene para famílias em vulnerabilidade. Outra ação implementada com o apoio das Semmas é a realização de desinfecção dos espaços públicos municipais.

 

Para celebrar a data, a AMATCarajás chama atenção para um recurso natural que ganhou ainda mais importância contra a Covid-19: a água. Além de essencial para vida e para a higiene, é recomendada pela Organização Mundial de Saúde (OMS) seu uso frequente em medidas de proteção. Como: lavar as mãos, superfícies e objetos, evitando a contaminação.

 

Embora a maioria da população tenha acesso à água, cerca de 35 milhões de brasileiros ainda não possuem água tratada, por isso é necessário discutir políticas públicas ambientais que possam garantir água como direito para todos. Sem contar na necessidade de preservação, consumo consciente e sustentável em benefício das atuais e futuras gerações.

 

O uso desenfreado, a poluição e a falta de projetos de preservação de nascentes e mananciais irá modificar o uso da água doce do planeta. Em estimativa da Agência Nacional de Águas (ANA) 97,5% da água existente no mundo é salgada e não é adequada ao nosso consumo direto. Dos 2,5% de água doce, a maior parte (69%) é de difícil acesso, pois está concentrada nas geleiras, 30% são águas subterrâneas (armazenadas em aquíferos) e 1% encontra-se nos rios. Por isso, seu uso precisa ser pensando para não prejudicar suas diferentes utilidades para a vida humana.  

  • White Facebook Icon
  • White Instagram Icon

BELÉM

 

End.: Av. Conselheiro Furtado, 1440. Bairro Batista Campos.

CEP: 66.035-350 – Belém / PA

Fone: (91) 4006-2350 / (91) 4006-2351

Email: amatcarajas@amatcarajas.org.br

MARABÁ

 

End.: Av. VP8 – Folha 26 – Quadra 14 – Lote 01 - Edifício Amazon Center Sala 605/606 – 6º andar.

CEP: 68.504-120 – Nova Marabá

Fone: (94) 3322-1957

Email: maraba@amatcarajas.org.br

BRASÍLIA

 

End.: Setor Rádio TV Sul

Edifício: Centro Empresarial Brasília
Bloco B, Sala 425
CEP: 70.340-907 / Brasília - DF
Fones: (61) 3225-0461/ (61) 3226-1121
E-mail: brasilia@amatcarajas.org.br

Desenvolvido por Levant Consultoria de Marketing

www.levantmkt.com